A Esperança é a Última que Morre

01/10/2010

Congresso Nacional

Em época de eleição, apesar de todo o que acontece, é tempo de renovar a esperança na política brasileira. Pelo menos comigo é assim.

Não Vou Sair

A geração da gente
Não teve muita chace
De se afirmar, de arrasar, de ser feliz
Sem nada pela frente, pintou aquele lance
De se mudar, de se mandar desse país

E aí você partiu pro Canadá
Mas eu fiquei no “já vou já”
Pois quando tava me arrumando pra ir
Bati com os olhos no luar
E a lua foi bater no mar
E eu fui que fui brincando…

Distante tantas milhas
São tristes os invernos
Não vou sair, tá mal aqui mas vai mudar
Os velhos de Brasília
Não podem ser eternos
Pior que foi, pior que tá não vai ficar

Não vou sair, melhor você voltar pra cá
Não vou deixar esse lugar
Pois quando tava me arrumando pra ir
Bati com os olhos no luar
E a lua foi bater no mar
E eu fui que fui ficando…

(Celso Viáfora)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: