Imprensa Terrorista do Cariri

24/02/2010

Ontem, a matéria mais comentada da cidade era o suposto rombo de 37,4 Milhões existente na prefeitura de Juazeiro. O Osama Bin Laden do Jornal do Cariri, estampou “Santana Quebra a Prefeitura” na matéria de capa do seu jornal, tentando disseminar o medo entre os seus leitores.

O desinformado terrorista só não sabe a diferença entre Orçamento e Financeiro.O primeiro é o cálculo da receita e da despesa, já finanças, esta sim, se refere ao tesouro do município.

A prefeitura de Juazeiro tem dívidas? Claro que tem. Existe alguma prefeitura no Brasil que não tenha? Na prestação de contas os R$ 37,4 Mi aparecem como contas a pagar. Contas que até 31 de dezembro, estavam esperando repasses dos governos Federal e Estadual para serem saldadas. Só podemos falar em rombo da administração Petista, se ao final do mandato for repassado para o próximo gestor alguma dívida. Como foi o caso da gestão anterior, que deixou para Dr. Santana uma dívida de R$ 17 Milhões.

Temos que nos informar para não cairmos nas garras de Grupos Terroristas como o do Jornal do Cariri, e saber quais são as reais intenções desta facção criminosa, que nada mais é que extorquir dinheiro da Administração Municipal, confundir e alienar a população. 

Osama, cuidado! Usar jornal como carro bomba ou avião kamikaze pode ser perigoso.

3 Respostas to “Imprensa Terrorista do Cariri”

  1. Anti-terrorista said

    Acho que faltaram alguns detalhes no seu post. A gestao passada deixou uma dívida de 21mi mas pq foi feito um emprenho p/ reforma de 10 praças na cidade (inclusive a gestao atual nao concluiu), empenho esse que foi feito p/ que o dinheiro nao voltasse p/ Brasilia. A gestao atual deve sim, perdeu uma causa agora com algumas empresas e só a uma deve uns 7mi e a outra deve 2mi (nao quero divulgar o nome delas), as secretarias que visitei estao com falta de material de escritorio (coisa básica), e a pelo que eu sei é que a ordem é: Não prometam nada pq a prefeitura por esse ano já nao tem como! Se nao fosse pelo inchasso de cargos politicos como subprefeitos com carros exclusivos, zero km circulando livremente sem nenhuma identificação e levando esses carros p/ casa usando como se fosse particular… garanto como isso seria uma economia grande, fora os acordos com a prefeitura da Barbalha aonde pessoas de lá sao empregadas aqui e vice-versa! é difícil enxergar qdo a gente tá dentro né? pois é… divulgue isso se vc quiser, caso contrário nao “arrote” p/ todos que a imprensa é terrorista.

  2. Claro que para as regras existem as excessões, mas torno a afirmar que a Imprensa do Cariri é Terrorista sim. Não toda, é claro, mas uma parte relevante. Nem todos comentem atos terroristas como os do Jornal do Cariri ou a TV Mentira de Salviano. Mas os que não os fazem contribuem com a hipocrisia, e alienação, que parecem nortear a imprensa local, que busca sempre atingir objetivos escusos. Não vou entrar aqui no caso ridículo da Reforma das Praças, pois isso já é passado, não tiremos o foco do caso atual. A questão aqui é a Deturpação da Prestação de Contas da prefeitura, feita pelo Jornal do Cariri e TV Verde Vale, visando aterrorizar o povo e desgastar a Administração Petista.

  3. jj magalhães said

    A Petrobrás criou um blog somente para rebater matérias desonestas de O Globo, Folha de São Paulo… Por que o prefeito (ou a prefeitura) não cria um nos mesmos moldes?

    Depois de muito tempo fora, estou retornando a Juazeiro e gostaria que alguém pudesse me indicar onde posso obter informações honestas sobre a administração atual. Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: